Tu vens

Já é de noite mas o sono tá fugindo
No pega-pega com meu coração a disparar
Contando as horas pro dia vir logo se abrindo
No teu sorriso dentro da janela a me avistar

Tu vens, tu vens…
E eu tô ansioso pra esse dia logo virar
Tu vens, tu vens…
No amanhecer pro meu coração enfim se acalmar.

Anúncios

Logo

E quando você finalmente me lembrar
Quem sabe também já não te esqueci
E todo o tempo que fiquei te esperando
Logo logo passe, logo logo melhore.

Quão bem ou  mal isso pode me fazer?
Tudo o que eu temia sentir de novo tem voltado à tona quando penso em você
Está tudo acontecendo tão depressa que já não consigo controlar minha própria respiração
Estou suando por todos os poros e nem sequer estamos no verão
Tem flores brotando no concreto onde quer que eu vá
E uma nuvem de borboletas no meu estômago me pressionando pra voar
Eu estou com medo de ser rápido demais e tirar meus pés do chão
Saltar de cabeça e mergulhar fundo demais no seu recém ferido coração

Eu não possuo outros interesses mas também não tenho certeza se quero continuar aqui,

Só.

O gostoso de gostar (de alguém)

Quando a gente gosta, a gente não sabe o que fazer
Fica sem jeito, se perde no tempo e até erra a fala
Não pensa se aproveitar do momento porque prefere assisti-lo
E porque o pensamento já está ocupado em apenas cuidar

Quando a gente gosta, a gente não sabe o que fazer
Mas sabe exatamente tudo o que nunca faria
Fica com raiva pelo ferimento alheio, quer vingança sem fazer parte do roteiro
Vira fada madrinha quando sonha em ser o príncipe encantado

Quando a gente gosta, a gente não sabe o  que fazer
Sente o coração na mão por não conseguir sanar a tristeza alheia
Quer ser travesseiro, ombro amigo ou qualquer coisa que contenha as lágrimas
Deseja ser capaz de nunca permitir que o outro sofra por um próximo alguém

Quando a gente gosta, a gente faz tudo o que gostaria de fazer pra sempre.

Elevador

Quando vamos parar de esconder o que sentimos
E aceitar que fugir do nós só eleva a dor?
O último andar dessa história e só o primeiro
De uma construção inteira que você levantou

E não precisamos de desculpas
Sabemos bem o que queremos fazer
A sua saída de emergência
Não te salva do que deve acontecer

Nós estamos em chamas e com seu tempo só vai alastrar.

Eu ainda te desejo

Toda vez que nos encontramos
Passamos pela mesma situação
O teu medo estampado no silêncio
Sufocando meu barulhento coração

E quando é que nós vamos parar de agir
Feito crianças com medo do “não”
Falar tudo o que não sai da cabeça
Resolver a nossa situação

Eu quero saber se devo seguir em frente
Ou viver investindo até você me dar a mão
Acenar de longe como um velho amigo
Ou te abraçar como uma nova razão

De nunca desistir do meu amor.